top of page
  • Foto do escritorIver Frota

O quarto conselho de Maquiavel: esteja preparado


homem jogando xadrez
prepare-se para o jogo

O filósofo Maquiavel em sua obra O príncipe dá conselhos ao regente de como se preparar para guerra.


O governante deve fortalecer a sua força. Ele não pode entrar numa guerra sem está preparado.


Não é por ser corajoso que se deve lançar a qualquer empreitada. O governante deve preparar-se exaustivamente ao cargo, devendo se precaver das necessidades.


A necessidade pode levá-lo a ficar a mercê de outrem, podendo ocasionar inquietação, constrangimento, escassez e perplexidade. Construir abrigo seguro evita cair em falsos apoios e favores.


O príncipe deve fortalecer suas próprias forças, avaliar estratégias, corrigir distorções e ter obsessão em realizar. Não se pode desviar o pensamento para outra coisa a não ser a conquista.


“Nada há de mais instável e fraco do que a fama de uma potência que não se apoia na própria força.”

O governante deve estar pronto para agir a qualquer momento. O país não precisa estar em guerra para ter o seu exército, mas deve estar atento aos seus vizinhos e adversários.


Não é porque o céu está límpido e ensolarado que a escuridão não possa vir sobre nuvens carregadas.


Uma nação forte, mesmo que passe cem anos sem guerra, jamais poderá baixar a fronte e fechar a guarda.


Deve o governante, em qualquer sinal de ameaça, saber responder de imediato. Ele deve estar sempre de prontidão, preparado para agir no momento oportuno. Em direção contrária, estará aquele que espera as coisas acontecerem.


Ora, quando as coisas boas acontecerem deve o governante canalizar o momento para fortalecer as muralhas do seu reino. Quando os ventos fortes soprarem, nada acontecerá!


Aquele que ousar invadir e destruir o seu reino ficará perplexo com o tamanho da reação; mil vezes maior do que a arma da ousadia do invasor.


O governante deve encarar os desafios com espírito de guerra. Sua escolha deve ser lutar, o seu objetivo vencer.

“Deve, pois, um príncipe não ter outro objetivo nem outro pensamento, nem tomar qualquer outra coisa por fazer, senão a guerra e a sua organização e disciplina, pois que é essa a única arte que compete a quem comanda.”

O livro Filosofia dos Negócios traz os conselhos de Maquiavel àqueles que desejam ampliar sua visão de mundo.



bottom of page