top of page
  • Foto do escritorIver Frota

Como atuam as duas forças da mente: o princípio de prazer e o princípio de desprazer


dois homens jogando ping pong
prazer e desprazer

O início do século XX foi marcado por profundas transformações no pensamento Ocidental. A obra de Sigmund Freud fomentou grandes mudanças comportamentais. À época, as suas ideias foram consideradas inadequadas. Com o tempo, mostraram-se profundas e avassaladoras.


Freud trabalha com a matéria orgânica, aquilo que é nato do ser, para desenvolver a sua teoria acerca do comportamento humano. Em seus estudos, ele percebe que existem duas forças orgânicas e antagônicas atuando na mente.


As duas forças foram designadas de princípio de vida e de princípio de morte.


O princípio de vida expressa o desejo de viver, tendo como ação a busca pelo gozo da vida plena. Ele busca satisfazer os desejos. Princípio que nos faz desejosos do mundo.


O princípio de morte busca aquilo que tende a mortificação. Ele nos alerta da realidade de vida, orientando-nos a não cometer erros sobre pena de consequências amargas.


No decorrer da pesquisa, o autor designará o princípio de vida como princípio de prazer e o princípio de morte como princípio de desprazer.

Ambos os termos remontam a dualidade entre aquilo que nos dá prazer e aquilo que nos dá desprazer.


A mente projetada para realizações não vive de prazeres imediatos. Ela acolhe o desprazer para alcançar o prazer mais adiante. Encarar propósitos de vida é abraçar os dois princípios.


Trecho extraído do livro Filosofia dos Negócios, autor Iver Frota. Saiba mais sobre a Filosofia dos negócios, o encontro da filosofia com o mundo dos negócios. Acesse nosso site:


Comments


bottom of page